rosa acocorada sobre a pedra quase nada

dissolvo-me em ti nesta dupla palidez

tão leve

tão frágil

tão perfeitamente inacabada







foto: Thomas Marty

7 comentários:

Ruela disse...

...esta beleza agreste
a mudez das pedras
pele sobre pele

~pi disse...

...pele sobre pele
a rente dissolução
da fragilidade

nana disse...

tão inocuamente entregue






..





x

legivel disse...

rosa
teu nome rosa
poema-prosa

que não se extingue



a suivre...

~pi disse...

a suivre

comme cuivre

comme dire

comme rose

je t´en prie...

Dalaila disse...

fundes-te em ti.... e na rosa... crias a natureza!

~pi disse...

a natureza é uma. só...:)

Loading...