SHOT





cada silêncio

súbita flor

em

vertigem


.


inadiável



G R I T O


.


.


.


27 comentários:

Vi Leardi disse...

o Grito...

Há um grito parado no ar,
e no coração a vontade de calar
esse grito que penetra os ouvidos.
Há um vulto permanentemente presente
e as retinas lutam,
para enxergá-lo difente,
mas esse grito,
esse vulto,
só me pedem uma coisa:
um coração disposto, para amá-lo.

Renata Montenegro

beijos

Anônimo disse...

gritar o grito, urgentemente

K disse...

Que o grito seja mudo e a vertigem uma ascenção!

Stella Nijinsky disse...

Cada impossibilidade de falar
Cada palavra presa no peito que ninguém pode aliviar
mesmo que se a diga

a solidão do sofrimento

flor em queda

solta o grito,
que não te prenda o silêncio.

Beijo,

Stella

ana disse...

shut shot

maria m. disse...

cada grito tatuado na vertigem do silêncio.

Maria Laura disse...

Por dentro do silêncio, existe um grito bem alto. Tão alto que muitos não o conseguem ouvir.

nana disse...

impenetrável

corte

de mim.





..





x

Ricardo disse...

infalível
tudo o que não se pode dizer
deve-se mesmo gritar...

abraços!

Ricardo disse...

o fato é que tenho me sentido tão bem por estes caminhos que vou ajustar minhas rotas para passar mais por aqui!

Tríade Aumentada disse...

O grito. Convergências de texto. Dos sentires.
Gostámos do seu blog.

Abraço a triplicar.

anatema disse...

BELLÍSIMO.

MÁS AÚN, SIENDO ROJO SOBRE FONDO GRIS. COMO LA MUJER DE DELIBES.

BELLO DE VERDAD.

elena disse...

gritar um grito alado

hfm disse...

inadiáveis os gritos das tuas palavras.

Eric Blair disse...

e eu sem placa de som ...

pardal de telhado disse...

cá em cima,

não se ouvem gritos,

só se vê o azul do céu.



e tudo tão pequeno

lá em baixo.

Ana Maria Costa disse...

O grito...inadiável e urgente...liberta...

Beijos

Dalaila disse...

e mesmo assim ecoou

L.Reis disse...

baloiço-me no vazio, pendurada no último ponto, de umas reticências verticais

mixtu disse...

eu grito
tu gritas
depois das 22, chamam a policia, é uma chatice por isso vamos gritar até lá, depois fazemos amor, yaya (brincadeira)
gritar e fazer amor tem o mesmo efeito... acalma

abrazo serrano

Gi disse...

Gritos mudos, os mais dolorosos, os que apertam na garganta. A claustrofobia das palavras !

Um beijo, nada silencioso porque depois de tantos dias de aus~encia tem que se fazer notado :)

Obrigada pela tua presença, tenho andado pouco por lá mas sinto-a.

© Piedade Araújo Sol disse...

e apenas fica o eco...do grito!

tufa tau disse...

porque são os silêncios que nos levam ao grito
o nosso, nos silêncios dos outros
inaudíveis ambos, apenas um forte grito
que nos obriga a calá-lo antes do tempo

~pi disse...

G R I T A R AR AR AR A R A R

legivel disse...

... afinal em que ficamos? neste blog é permitido fumar ou isto é apenas mais uma provocação à ASAE?

~pi disse...

:) fuma e repete!!

Alessandra disse...

inelutável, aflitivo grito !

súbita flor - tua poesia : pétala convulsa!

Loading...