que da paixão reste sempre
o que fez bem
o que fez mal
que da paixão restem
cores
coisas miúdas
rosadas marcas

e a nostalgia
do fim da tarde
um pouco antes
de caminhar
rente a janeiro
nu ar limpo
ribeiras d´água








foto Miguel Rita

19 comentários:

rosasiventos disse...

(...)

há-de surgir a história contada era uma vez
um sentido de vida para distracção
para passar o tempo
para te ter na mão
seremos para sempre felizes meu coração
peço-te
pressente-me

anatema disse...

La
pasión
nos
salvaguarda
del
tedio
de
esa
desgana
rota
y
desgarbada
que
hace
pedazos
los
últimos
restos
de
amor.

bettips disse...

Feliz pela poesia que fala.
A marca da paixão finda,
fica ainda.
Obg pelas palavras no meu lugar.

Anônimo disse...

rente a janeiro a nostalgia
e a água

K disse...

Toda a paixão queima e das cinzas que dela ficam...o belo e lento escoar entre os dedos!

Dalaila disse...

da paixão que reste o chão onde as peles se fundiram, e nos faça caminhar para outras

hfm disse...

estas "ribeiras d'água" ficaram a martelar forte cá dentro.

ana disse...

como algas que se enrolam num corpo amortalhado

MIGUEL RIS BARROSO disse...

bela passagem.bom ano.

A SEIVA

Cometa 2000 disse...

belíssima a ligação do texto com a fotografia...

andorinha disse...

Nostalgia que as palavras embrulham em poesia.

jrl disse...

que da paixão restes sempre tu, para te ler, rente a janeiro, ribeiras... ;) beijos

O Profeta disse...

É impressionante a profunda e singela beleza das tuas palavras...




Ergui-me ao vento na tua procura
Fundi um abraço com o sol da tua ternura
Modelei o amor com as palavras mais belas
Curso de errante espírito na tua procura

Porque o pensamento é voo de milhafre
Aprisionado em gaiola de palavras
O infinito e o incomensurável
Volto ao encontro das tuas profundas mágoas

Bom fim de semana


Mágico beijo

L.Reis disse...

...que reste sempre um imperativo...que não seja categórico.

un dress disse...

ribeiras d´água

navegando me vou ~

nana disse...

e arrepios.



..





x

Andreia Ferreira disse...

Que nunca reste dor.

Alessandra disse...

uma mulher a renascer "rente a janeiro"

~pi disse...

renascer rente a janeiro

nos

vossos

espelhos

Loading...