eu quero

ser inventada

como

chama

linha

corpo d´ água

que não sabe

onde

c

a

i

a

.


.


.

18 comentários:

ana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rosasiventos disse...

há-de formar-se a enorme cadeia de sons com que te quero falar
aguardo como se eu fosse dias
e estes se sucedem interminavelmente para além de mim
já se pressente
peço-te

Maria Laura disse...

Tu reinventas-te. Sempre. Em chama, linha ou água. Depende do dia. Mas sempre em beleza.

JRL disse...

que sejas então inventada para o descobrir com a surpresa dos sonhos alados... :) muito belo, ~pi. um beijo

PHYLOS disse...

Olá, que excdlente blog voce tem! Parabéns. Se tiver um tempinho, visite o meu. Abração - Phylos (Brasil)

everaldo ygor disse...

Olá!
Mas que belo blog!
Poesia e fotografia - equilibrio e lirismo por aqui...
Parabéns
Everaldo Ygor
http://outrasandancas.blogspot.com/

ana disse...

gesto de corpo cego

Bruno Eleres disse...

Sei lá... Achei bastante interessante a mistura de imagem e palavras >_<
Adorei tb o banner do blog =]


Se der, visite meu blog, leia e comente ^^

Anônimo disse...

cai em ti.
em mim.

Ricardo disse...

in_vento_te
branca
papel
inscrevo-me
indelevel
sob a nossa pele

ps-volto sempre en psssant, mas não resisto a deixar uma pena da minha asa.

Abraços

anatema disse...

Cierto.
Maravilla sería
ser inventados
como
agua limpia
y clara
que cae
en
tropel
y
se
posa
en cualquier
alma
errrante.

Un beso.

hfm disse...

apanhei no fundo as tuas palavras.

L.Reis disse...

Eu invento-te cada vez que te leio
assim
a
cair
em palavras sem fundo.

NETMITO disse...

Escuta o som mais puro da tua voz...

Original o que vi:)

~pi disse...

C

A

Í



dava g ar ...




:)

Dalaila disse...

investaste-te na tuas mãos e no teu corpo

Andreia Ferreira disse...

;) ***

nana disse...

recebo-te
em água
em meu m(arulh)ar.

para que não caias.
e te não percas.
já.
mais.


@-,-'-

Loading...