Your comment is awaiting moderation
.




algo se vai silenciando nas veias.

escutamos o gotejar lento do sangue

dia após dia esperamos.

infinitamente calados

atravessamos:

? esperando

chegar.






comment 19.01.08 a s.

21 comentários:

Maria Laura disse...

Tão infinitamente calados que o nosso grito ecoa dentro de nós.

Anônimo disse...

silêncio fertilizante o que se espera

hfm disse...

chegar onde nunca houver uma meta.

Stella Nijinsky disse...

No inóspito, no meio de nada,
a travessia atrasa,
a espera nunca chega
a fronteira nunca acaba.
As pernas são curtas, a alma vai longe.
Ouve-se o peso do seu caminhar.

Beijo,

Stella

Ricardo disse...

ilhas mortas de sede...

Spectrum disse...

Foi bom ter-te descoberto. Vou linkar-te.
Beijos

Spectrum disse...

Foi bom ter-te descoberto. Vou linkar-te.
Beijos

Spectrum disse...

Hum, sou jornalista não um manga de alpaca que precisa de triplicados. peço desculpa.

elena disse...

escutamos
atravessamos
esperamos.
como na estação.

Ruela disse...

...o pouco sangue
que a luz ainda permite,
o silêncio em corpo gasto
gasto...gasto
fugir com a última saliva,
o peso do mundo nos tendões
e
a certeza morrerá.
é a veemência do sangue
em cada palavra.

Anônimo disse...

lindo ruela...lindo! :)







~pi

ana disse...

esperando esperando desesperando

/t. disse...

i am
arrived
to
find much beauty, again

/t.

~pi disse...

...and you ´re

SO welCome /t. !! :)

Rui disse...

É a moderação a agarrar-se à parede das veias. A apertar.

Cometa 2000 disse...

belíssimo ~pi.

palavras de beber.

un dress disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alessandra disse...

a leveza de falar do que não se espera!

JRL disse...

quando chegares nem vais dar por isso. de repente, tudo sabe bem ;) um beijo grande.

~pi disse...

bebo mais o que é leve

moderação?

de repente sinto

que

alguém me embala:

quanto basta

para

começar

a

chegar

nana disse...

atravessamos.


chegando

mesmo

nós

a esperar.



..





x

Loading...