~










era quase nada


não era lâmina nem ária


era o que era


um rasgo oblíquo de carne





[[ nem lhe crescia o mar







imagem William_Wood_Untitled_1997

31 comentários:

Oliver Pickwick disse...

Só o louco é capaz de vislumbrar o mistérios das sombras, e o do lado obscuro de todas as outras coisas.
Um beijo!

P.S.: Aprecio os seus modos refinados e sutis, nas suas visitas ao condado. Aquele boa gente o têm em grande estima.

legivel disse...

... então foi ele mesmo que encontrei a atravessar o Tejo para cá e para lá. E que por sinal até me deu uma resposta torta, o raio do homem...

Há coincidências fantásticas por aqui: os rios encontram-se amiudadas vezes e os rasgos de carne idem, idem, aspas, aspas.


sorrisos dominicais.

O Profeta disse...

Encnto-me no teu subllime...



Beijo

disse...

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.

À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.


Álvaro de Campos.

hfm disse...

só o infinito.

manhã disse...

gosto muito destes tons azul petróleo, são também tons híbridos.

Tinta Azul disse...

palavras
bem
rasgadas
...
e a imagem
à sua imagem.
:)

Dantas disse...

maneiro seu blog!
vamos nos linkar? :}

ana disse...

rio na curva da carne

anitta disse...

cuerpo a
la
deriva

:)
b

Licínia Quitério disse...

era

apenas


um beijo

Dalaila disse...

no infinito da sombra que se espelha

Justine disse...

Elegância discreta, essencial.
Minha primeira visita, mas voltarei! Obrigada pela tua.

Ruela disse...

era


bjs.

Anônimo disse...

(carne finita que arde)

mariam disse...

parei um bocadinho por aqui...
terei que voltar(se me deixar)

o blog faz-me lembrar leves pinceladas, ora nítidas ora abstractas...

um sorriso :)

Betty Branco Martins disse...

querida__________Pi









_______mas________
. é



o que está para além
. é

_______ o horizonte das palavras e
. é

realmente o que é fundamental
não só



as palavras poéticas______me fascinam





mas aquilo para que elas______apontam
. o
horizonte para que______ apontam
. o



espaço para que elas se dirigem
. é




que é realmente
_________ a realidade imaginária ______e real



essa é que é a finalidade
porque há em nós algo



que é indefinível
incomunicável


e_____________ indescritível


(A. Ramos. Rosa)








beijO____C____carinhO

inês miguéis disse...

um rasgo de letras com muita VIDA! a fotografia fez-me lembrar ovos a pairar nas águas do mar. um beijinho.

Mustafa Şenalp disse...

çok güzel site. :)

lupussignatus disse...

heras

entre

laçadas

* hemisfério norte disse...

flutu
.....antes
.cant
pedras
.
bjs
a.
http://miniminimos.blogspot.com/

Rui disse...

É a linha do horizonte.

rosasiventos disse...

the book of life

herético disse...

"rasgo oblíquio da carne"... fremente!...

Vieira Calado disse...

Beijinhos

son of the sun disse...

Adorei o blog!

*

Gi disse...

Não te vou dizer

o que a imagem me fez pensar

um nada feito quase tudo

e o resto

basta imaginar ... :)


um beijo (eé que aqui me permito sempre a algumas ? . Diz-me tu que sabes tantas coisas :) )

andorinha disse...

Era apenas a transparência da poesia.

bettips disse...

Porque almas têm gestos.
E este me parece um lugar delas.
Abçs

tufa tau disse...

um golpe moribundo já que o mar não cresce

Alessandra disse...

adoro quando você me conta, sempre, essa coisa de carne, de ser o que se é.
um beijão!

Loading...