tr a (u) ma




à brancura in usitada


aguda


escandinava


dos teus dentes


chamas pesa delo:


espanta-me


neste quase aterro


que cavalos se soltem


in gestando


in corpóreas raízes




[ trapos que te en trevam


o esguio per í metro de buganvília ~








xxx

31 comentários:

Fernando Zanforlin disse...

Atrevidos, por entre vidros, vivem a resmungar.
Até quando?
Até tornarem-se transparente para depois retornarem a areia.
bj.

mdsol disse...

muito forte e "interpelante"...
:)

anitta disse...

crudo y afilado

como esos blancos dientes


:)

JMPR disse...

Há partes do ser quando partes que ficam, como tu que estás e não és que já foste e partiste, existência de vida, que foi, e de restos que ficam.
Já nada me espanta...

Nogs disse...

Ai!


Rasgou-me a pele...


Beijinho...

legivel disse...

... a higiene oral até na imagem da morte é notada. Já não é a primeira vez que encontro na berma da estrada, animais defuntos com a boca cheia de cáries...

isabel mendes ferreira disse...

"

espanta-me


neste quase aterro


que cavalos se soltem




in gestando"

_______________cito_______________

em

m a r a v i l h a!.





. beijo.


encantada com este "espaço".

josé louro disse...

Cortante.

Dalaila disse...

e tornaste-te branco em descanso,
e branco és deitado
e branco ficarás

RAÚL disse...

¿quién teme al lobo feroz?
(caperucita estará contenta)

mariam disse...

i
n
c
i
s
i
v
o

adorei!

um sorriso :)

JRL disse...

e a buganvília assim dita é um novo olhar sobre a flor. um beijinho, ~pi.

sinhã, a. disse...

arre
piada :-(

disse...

Sempre me fazes pensar ...mas o que veio, foi a cor das buganvilias.....

Justine disse...

A foto é sobressalto, o texto sugestão. UM todo inquietante.

* hemisfério norte disse...

hoje

do eu

bjs
a.

p.s.listen Human rights throughout the world in
http://miniminimos.blogspot.com/

herético disse...

os dentes como chamas...
mordentes.

assim as "in corpóreas raizes"

gostei muito.

Ruela disse...

belo!



bjs.

nana disse...

...


@-,-'-





..




(porque me deixas
mais esta vez
sem palavras)

Gi disse...

faz doer

ver e ler

poderosas as palavras

fazem com que as minhas se apaguem

um beijo

Ad astra disse...

e a força das palavras

que criam raizes

Rui disse...

Invólucro não reciclável.

CUCO MALUCO disse...

Obrigado pela tua "pas-s-age" pelo meu "ninho".
Uma bicada doce.

Maria Laura disse...

Arranha, rasga. Buganvília para mim era uma palavra doce. Fico a duvidar...

Fernando Zanforlin disse...

Das raízes,`as pétalas, espero ardentemente a sombra do seu teto.
bj∞

Ana disse...

Es panto ... da imagem às palavras.

ana disse...

xxx

Andreia Ferreira disse...

Que aperto no coração ao ver esta imagem...

L.Reis disse...

...rasga-se a pele no fio das palavras...

© Piedade Araújo Sol disse...

muito forte!

beij

anatema disse...

Mundo depredador.

Impresionante imagen.

Besos.

Loading...