~



rotas de vidro











se me olhas de frente : se te morro assim




( se arredondas luas: a soprar




em mim








foto: joachim neumann

40 comentários:

Justine disse...

Magnífico, o conjunto texto/foto!

mdsol disse...

Faço minhas a palavras da Justine!
:))

Gi disse...

e em ti eu sopro

um beijo

arredondado

ana disse...

redondamete perfeito

0.03 disse...

e quando se olha alguém por trás
muito intensamente
esse alguém vira-se
de frente
?

Maçã com Canela disse...

Fantástico...
Belas palavras...

Um beijo

anitta disse...

mirar

in front of

girar

la mirada

volver

in front of

beso

K disse...

Sim...um sopro!!!Um vento forte que tudo leve...

Su disse...

sopro.....
jocas maradas...sempre

lupussignatus disse...

rosto

de

lua

cheia

João Videira Santos disse...

simples e profundo...Gostei

RAÚL disse...

arañas luminosas, tus ojos verdes

mariam disse...

lindo! num fantástico (verde)
também gosto de sorrisos (largos) e gestos (redondos) ... abraços

um sorriso :)

Fernando Zanforlin disse...

Seu perfil na minha frente, ainda assim, cruzamos o olhar.
bj∞

~pi disse...

foi um prazer alegre e

melancólico

re ver vos,

re visitar vos ~

obrigada por

virem e participarem

nesta ainda

tradução de ~pi

[ tanto mais

quando

agora

vos leio e lerei

menos


~

manhã disse...

se tudo isso acontecer então segue-se o quê?

um Ar de disse...

Ora, fiquei intrigada com esse "ler-nos menos"...
.
.
Também, um pouco preocupada...
.
.
Espero que signifique, apenas, uma viagem, no sentido literal do termo.
.
.
E, assim, um até já...
.
.
Apenas...
.
.
[Beijo apreensivo]

heretico disse...

arredondar luas. plenas...
na pele. como tatuagens.

belo poema.

MARIA MERCEDES disse...

Gostei particularmente do arredondar luas...lembra-me a quadratura do círculo no movimento (quase) perpétuo.

beijinho a três vírgula catorze desasseis

Anônimo disse...

(estalo em todas as direcções

(como festa...)

CUCO MALUCO disse...

Na verdade a paz se faz.
Faz-se paz dentro de nós e no nosso exterior mesmo quando ela não está ao nosso alcance.
Faz-se paz quando nos sentimos em paz.
E quando nos sentimos em paz? Quando a paz nos invadiu por razões que não conhecemos e nos são alheias.
Logo, a paz, faz-se momento a momento em cada momento dos momentos das nossas vidas.
Porque só em paz, consigo voar.
Uma bicada doce.

dona tela disse...

O que é esta história dos irlandeses?

Desculpe incomodar.

Ruela disse...

minimal e TÃO


.



.


.


belo.








bjs.

josé louro disse...

Cara pi obrigado pelos seus inteligentes comentários.
Já agora...vai a algum lado? «Ler menos»?
Abraço.

ivone disse...

se menos
porquê?


tanta inquietação por aqui...

Ana disse...

De vidro
e de lua
...as palavras.

disse...

Que bom...temi! Mas aqui estás...

maria m. disse...

apenas: gostei muito!

Dalaila disse...

assim olho de frente e arredonod-me nas tuas letras

L.Reis disse...

transparentes
frágeis
lisas
...como todas as rotas

nana disse...

se me rachas em vida

e(m) verdade de olhar





..







x

um Ar de disse...

Minha querida ~Pi,

Que estranha coincidência [ou eu estou a padecer dos efeitos da Lua], tu e a Un_Dress anunciarem despedidas...
.
No dia em que fico um ano mais velha, deixo uma alusão, aos teus pequenos pés de bailarina, no meu "post" de mais uma quarta-feira...
.
[Beijo melancólico]

* hemisfério norte disse...

bela homenagem aos vidreiros
MUI TO BO
bjs
a

andorinha disse...

Chego aqui na rota da poesia. Encontro a transparência do vidro nas tuas palavras.

pentelho real disse...

di fi cil

Maria Laura disse...

Rotas frágeis. E intensas.

disse...

Preocupas-me...dormes também em ~pi?
Ler-nos menos?
Estás bem?
Luci, me diga!!!

Paradoxos disse...

soberbo!! :-)

legivel disse...

... em rotas futuras menos visíveis(?!)
salvem-se as palavras e as imagens editadas até hoje e que tenho tido o prazer de comentar*.


*Comment seríssimo desta vez. E um beijo sorridente e amistoso.

~pi disse...

saudades ( muitas!!!

de vós

( do vosso doce embalo )



ler vos ei por estes dias

até já ~

Loading...