~ breaking the waves









ecos de

gelo ~


cara de remo

face orbital


vestibu

lar ~

tradução pura código zero

boca grit

ada ~ em



q


u


e


d


a


~


atada ~

pálida

e

v

a


~



[ ler breaking the waves de lars von trier

[ foto die zukunft des jägers margarita bg

~

15 comentários:

anatema disse...

Hasta aquí el eco de tus palabras.
Gracias por las tuyas amiga.

Bragança es entrañable. La siento como si su tierra y la mía fueran la misma.

Besos.

L.Reis disse...

Descendente levitar.

f@ disse...

ecos de gelo derretido ... por aquecimento de sol ... brilho das tuas palavras...

mdsol disse...

Gostei muito... como sempre, aliás!
:)

Fernando Zanforlin disse...

†udoemcódigo†udoemcódigo†udoemcódigocomoeudigocomoeuvivotransparente.
bj∞

casa de passe disse...

o n d e

p o r o n d e

deixaste

o / a

D R E S S ?




(Loulou sem a Nini e a Fininha e muito menos sem o João)

Suso Lista disse...

Sempre sorprendente. Beijos moitos

Vieira Calado disse...

Bjs.

;)))

Vanda disse...

eva



maçã



há dão! dão! são.




:) como sempre a tua criatividade tem nota alta :)


Beijos de cuscuz

RAÚL disse...

mostrando el camino
al sonido
la dirección sonora

ana disse...

sobe a ave
desce a eva

um Ar de disse...

Não vi o filme "Breaking the Waves" de Lars von Trier.
.
Vi outros. Mas, esse não!
.
Estou com uma entrevista do autor à minha frente e imagino o filme.
http://www.industrycentral.net/director_interview/LVT01.HTM
.
De repente, como me apeteceu vê-lo!
Muitas coisas me entusiasmam, a câmara ao ombro, a aproximação voluntária ao documentário, o local escolhido para as filmagens, o argumento e a sua ligação a um conto da infância... a longa espera, para o realizar...
.

Vou ter que o ver!
["curious mixture of religion and eroticism and possession."]
.
[Beijo de curiosidade...]
.
P.S.: Estranha coincidência esta tua nota final...

mariam disse...

q
u
e v a
d
a

gostei!

um sorriso :)

Su disse...

ave

jocas maradas...sempre

~pi disse...

a propósito... ou na linha do

filme:

não esqueço como um poema

pode trair:

não esqueço:

e como se pode acreditar

infinitamente

que o amor

se nos mostre e

nos

permaneça :)





~

Loading...