3,1 4 1 5 9 2 6 5 3 5 8 9 7 9 3 2 3 8 4~




con ojos de fría plata

a curva tura 3, 3, 3, três vírgula três

[ contrac

tura 1 um ]










precisando la curvatura del universo,

la circunferencia

¿Dónde está, dime dónde está [ tu niña amarga?




con ojos de fría plata ]

precisando la curvatura del universo,




precisando la
[ yin diastolica mente


((((((((()))))))))


8


3


3

a contractura 4 quatro a

curva

tura


3, 3, 3, três vírgula sempre >>>



[ zero grau zero



in finita
mente ~









colagem textual f garcia lorca ~ rafael ~ ecos ] cores INidentificadas playasabandonadas

30 comentários:

~pi disse...

espelho:

ecos e

cores



~

Paradoxo disse...

Instante de sabor diverso. Gostei!!

BANDEIRAS disse...

Querido amigo,

Belo poema, adoro os amigos poetas de Portugal, já falei com uns três, e pensar apenas o dia começou.
bjs

rosasiventos disse...

- diz me

quando a interrogação se infiltra na raíz das palavras interroga menos ou

mais

tufa tau disse...

, , , interessante colagem

Vanda disse...

Só tu me farias fixar os olhos nesta curvatura de tamanho indefinido.


Curvo-me no olhar.


Beijo

ana disse...

asas numéricas

quase atordoante, vírgula sempre, trama ampliada no microscópio de todas as possibilidades

margarida já muito desfolhada disse...

reflexos da reflexão: façamos uma manif!!!

/t. disse...

<3 <3 <3

três coração sempre~~~

/t.

MARIA MERCEDES disse...

Não te conhecia.

Fico a conhecer-te.

Parabéns pela elegância!

bjs

Ana Maria Costa disse...

possibilidades infinitas...

Beijo de outono!

Mar Arável disse...

Uma colagem

in

finita

mente

ContorNUS disse...

GOSTO

pelas pausas
interpretação
imagem

que me faz re gressar ;)

Marinha de Allegue disse...

Fermosa danza de palabras e cores persistentes e constantes...

Apertas danzarinas.
:)

Alessandra disse...

contrctura - me veio ao final do texto por causa dele mesmo, a idéia - contracultura. Eita, vagueio (rs)
Adorei a colagem! Mil beijos vezes o infinito...

Anônimo disse...

só do grau zeo se passa ao infinito!

L.Reis disse...

curva
(en)contra
curva,
do beijo
nasce um oito
que se deita
à laia de infinito

Baudolino disse...

Blog absolutamente espectacular!
Abraço

ana disse...

grau zero a criar raiz

hfm disse...

fico-me neste vermelho como se de uma papoila se tratasse.

mixtu disse...

olha que com esta curvatura até quedei com dores na coluna...
ecos do rafael...

ecos...

abrazo serrano

Anônimo disse...

arrastador,arrasador

nana disse...

curva

vezes

tantos quantos nós...


no espelho.








..






x

Dalaila disse...

conto-as
e revivo como eu em espelhos

Rui disse...

noves fora, tudo

disse...

indefinidos, infinitos....

Ruela disse...

Trés bien ma ~pitite ;))

un dress disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
~pi disse...

curva tura

curva que se

es praie:

[ que doam

gelos

que se vomite

se contracte

se beba

se expanda

se dilate:

se curva

que.

.que

se





~

triliti star disse...

da curva
me des
peço.

na recta
já des
canso...

Loading...