~







este homem gosta de mulheres-rosa! - diz anabela,

clandestina-de-si

ali-parada.

ele diz repetidamente meio a sorrir

[ só a brincar!! - repete, só a brincar

que é muito feia

,e é bem possível que tenha razão,

embora

ignore-porque-repete,

[ anabela é uma pedra-parada

a ganhar raízes escuras - contornos claros,

sendo também a mulher que bate contra as portas.

suspendendo por vezes [ a si ] na ilusão de janelas

,a bernardo, nunca disse se o achava feio ou belo

bate anabela, contra as portas da rua,

ouve os comboios que se atrasam - enferrujados,

aterrados em desterros e túneis inominados,

atravessa prateleiras a encurtar

marchas

electrocuta-se vaga no fogão desligado,

passa os olhos em yann andréa - porquê?

,música

a prescrutar tão-depressa

,na-da e

o mais intransportável: ei-la: a palavra

que se lhe fecha em rosa e borboleta,

da borboleta voando ao nó da tarde

donde estrangula enxota e pica e arde,

fazendo-se feia sem nenhum esforço

] e porém sem sarcasmo [

pra lhe fazer a vontade

deixando-o livre quanto creia na ilusão da procura

exaustiva e-terna e

tatuada

de toda a beleza im]possível - normal e codificada,,,









.

25 comentários:

Anônimo disse...

.




E somente diz isso?

Esse homem não diz querida, amor, ir, nós...?

Esse homem não tenta compreender-te?

Esse homem mantém essa atitude na sua alma, na sua verdade, no seu olhar quando te olha, nas suas mãos quando te toca, em seu coracao quando te chora?

Esse homem não aprecia tua beleza magnética que, como um íman que tem sua força na sua carga e não na sua pele, é tão atraente?

Tadinho!

Maluco!

Doido!

Louco!

Idiota!

Estúpido!

Eu saberia apreciar tua beleza dês-codificada, in-normal, possível e certa.

Eu não procuraria nada nas palavras que não fosse o que me levasse a teus olhos.

Eu tentaria afastar o som de comboios que são filmes.

Eu perguntaria;
Bom dia, querida, dormiste bem?

Eu desligaria a electricidade para evitar riscos.

Eu não teria que fazer nada, dizer nada, escrever nada para sentir que não és feia.

Mas claro, eu não sou esse homem, desgraçadamente por um lado e afortunadamente pelo outro.







UM POETA QUE NUNCA EXISTIU.




.

Anônimo disse...

O que seja beleza!

Anônimo disse...

E onde caia, desamparada...

JPD disse...

Belíssimo texto.

(Mesmo que a preocupação pareça infundada e mace, mais vale isso que a indiferença.)

Saudações

AnaMar (pseudónimo) disse...

A beleza nos olhos de quem vê.
Há quem olhe sem ver.
E toda a beleza que uma mulher encerra em si, nem sempre é visivel aos olhos, mas aos corações.
(E há homens sem olhos e sem coracão. E há homens com olhos que nada vêem. E há mulheres tão belas, que mesmo que não se deixem ver, traduzem a beleza em palvarspurapoesia.)
Bj

Suso Lista disse...

Pois a min gústame moito vir e ver esre sitio. Beijo

maria manuel disse...

dos estereotipos. e dessa mulher que, sucumbindo a eles, se transforma no que dela dizem.

um excelente texto!
beijos.

Duarte disse...

Um excelente trabalho, com ritmo até que se deixa antever o fim, preludio de um feito anunciado.
Gostei imenso do modo como desvendas os distintos actos.
Chego aqui e medito!

Um grande abraço

legivel disse...

- sei que vais gostar de mim.
- porque tens tanta certeza se mal nos conhecemos?
- é verdade que nem o meu nome sabes. e se te disser que me chamo rosa?
- ah, bom. isso é outra conversa! deves ser tão bela!!
- acho que não te deves entusiasmar. o meu nome completo é rosa feia.
- .........
- então? perdeste a fala?
- não... desculpa... lembrei-me de repente que tenho uma reunião e que...

margarida desligou-lhe o telefone na cara. um cliente chegou-se ao balcão «prepare-me um ramo de rosas. é para oferecer.» depois escreveu no cartão "Para ti anabela. beijos do teu bernardo."



beijos e sorrisos.

mdsol disse...

Q.

~pi

tenho andado longe

sem me esquecer de ti

dos posts meio despidos

desafios completos para todos os sentidos.

Beijosssssssss


:))

. intemporal . disse...

.

. da ascese no tom e no dom .

. da contemplação plausível .

. dos estereotipos discutíveis .

. "amei.de.amar" . e,,, um beijo meu .

. bom fim de semana .




. paulo .

.

Rayuela disse...

ana*bella
tatuada
de la
belleza
de tu
verso

besos,Pi*

Ruela disse...

Happy Xmas ;)

Dalaila disse...

a cor nas letras pintadas e nas palavras mescladas

heretico disse...

delicada e frágil como uma boneca de porcelana. rosa. naturalmente...

beijo

raúl disse...

pluma + rosa = poesía

mixtu disse...

a beleza...

flutuante

dependendo da hora do dia...

mixtu disse...

ao erguer... é que se vê quem é bonita...

mixtu disse...

beleza codificada ou desejada...

,,,

mixtu disse...

abrazo serrano y europeo

hfm disse...

Das palavras que cantam e encantam.

Chousa da Alcandra disse...

Gústanme todas as rosas...todas!!!

Afranio do Amaral disse...

XXVI
Às vezes, em dias de luz perfeita e exacta,
Em que as cousas têm toda a realidade que podem ter,
Pergunto a mim próprio devagar
Por que sequer atribuo eu
Beleza às cousas.
Uma flor acaso tem beleza?
Tem beleza acaso um fruto?
Não: têm cor e forma
E existência apenas.
A beleza é o nome de qualquer cousa que não existe
Que eu dou às cousas em troca do agrado que me dão.
Não significa nada.
Então por que digo eu das cousas: são belas?
Sim, mesmo a mim, que vivo só de viver
Invisíveis, vêm ter comigo as mentiras dos homens
Perante as cousas,
Perante as cousas que simplesmente existem.
Que difícil ser próprio e não ver senão o visível!

Arabica disse...

Anabela um dia tranca a porta.


Anabela um dia não ouve.
Anabela um dia...


Bernardo nunca soube.

Beijo, ~Pi.

sexwm disse...

Tudo sobre sexo, não se preocupe, é um blog com finalidades 100% contrutivas, sexo saudável é lá mesmo. Perguntas, dúvidas, questionamentos, críticas, ainda bem que existe o post anônimo, aproveite. Dê uma conferida, o blog está bem legal, vocÊ vai gostar. Afinal de contas quem não gosta de saber e falar sobre sexo?
www.sexwm.blogspot.com

Loading...