~



( terraquae











esgaravatar na terra a húmida
verdade




ignorar o tempo estender o espaço
) da água toda novelo toda a extensão toda cintura mas nunca lago

cama no ar:
inscrição vermelha perimétrica a contornar
açúcares e bruma e branco a braço bacelar

( longuíssimos braços de espada
fonte imparável








[ coreografia de olga roriz pedro e inês



~

39 comentários:

della-porther disse...

Lindo!

beijos

della

~pi disse...

fartos de nos chamarmos

pedro - inês

adoptámos

outros

nomes,





~

anitta disse...

es una coreografia bellisima

abrazos!!

mdsol disse...

~pi

tão lindo!!
(nem digo mais nada)
beijinho

:))

f@ disse...

Sublime o gesto o sentir… nunca me canso de ver este bailado…

O amor e os rochedos …
Subtil perfume de rosas com mtos espinhos… veludo vermelho…

Beijinhos das nuvens

mariam disse...

~Pi,

post fantástico como Si.

boa semana
um sorriso :) e um...'até já'
mariam

Ruela disse...

Belíssimo!!!

rosasiventos disse...

adiamos

o coração,tratamo-lo como papel

e amarrotamo-lo devagar-

com medo que faça

barulho demais

Dalaila disse...

imutaveis, na dança.

inscrevem-se com cores nos nomes

maria m. disse...

gostei muito do post. as palavras escrevem bem o bailado e a imagem - força indómita dos braços

NuNú disse...

Fonte de alegrias
que depois foste
fonte de lágrimas
húmida erva
que guarda segredos
dos amores
cara Beleza
cara Pi

Justine disse...

A pungência e a beleza do amor infeliz. A pertinência das tuas palavras. O fulgor das fotos.
Encantada:))

RAÚL disse...

tengo los huesos helados de frío acuático!! (aunque no puedo dejar de mirar)

Arabica disse...

Coreografando


em arte maior


a grandeza de um amor lágrima...

heretico disse...

..."água toda novelo toda a extensão toda cintura mas nunca lago".

movimento puro.

belíssimo

/t. disse...

beauty!

lovely ~photos!

<3

Laura disse...

eternos amantes, eterna beleza.

disse...

Vida...!!!
mil beijos

disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
disse...

e saudades da vida!!!!!triste!!
Mas tãooo lindo.Como tu!

vaandando disse...

... um prazer ler o texto e assistir a este belíssimo bailado, bailarina de pontas grandiosas!
abraço

__________ JRMarto

casa de passe disse...

lindo

de

morrer!!!!!!!!!!!!!!!

(Loulou)

João Menéres disse...

Gostei imenso desta coreografia e da elevada técnica dos dois bailarinos.
Que é feito do Armando Jorge, sabes?
Beijo.

nana disse...

" Mãos


Côncavas de ter
Longas de desejo
Frescas de abandono
Consumidas de espanto
Inquietas de tocar e não prender. "


(...sophia...)




...




obrigada
por
(também)
isto.

@-,-'-



..




x

Avid disse...

Palavras que dancam...vidas que bailam.
Bjs meus

lupussignatus disse...

líquidos

corpos




(nascentes

do sangue)

margarida já muito desfolhada disse...

vi há uns anos no teatro camões e, durante os primeiros vinte minutos sempre a sermos incomodados pelas pessoas que se deram ao "luxo" de chegar atrazadas e às quais, desgraçadamente, ainda há teatros que deixam entrar.

mariab disse...

belíssimo! "longuíssimos braços de espada". sim.
beijos

Anônimo disse...

Quando era cinto de cintura e

quanto a água salpicava


L

Eduardo P.L disse...

Andas muito sumida!

SAUDADES


(;-0

Post-It disse...

maravilha!
:)

Post-It disse...

(e vamos aos amores!)

entre dentes disse...

coreterraquae

Rui disse...

Quando chove de baixo para cima.

legivel disse...

- Inês, dançamos?
- Hoje não, Pedro.
- Estranho-te. Tu que estás sempre morta por...
- Quase acertaste Pedro. Eu já estou morta e tu... parece nem dares por isso.
- Ora, deixa-te metáforas que a Olga coreografou-nos uma coisa que vais adorar.
- Por esta vez faço-te a vontade. Mas depois, caixão comigo. E tu não te demores, ok?! que eu quero estar bem abraçada a ti.



beijos e sorrisos.

observatory disse...

e o novo?

bjos

c.

Ana disse...

Amor-movimento, amor-música, amor-palavra. E tão belo.

Donnola disse...

já vi :D

VFS disse...

correntes em génese!

Loading...