~









não sei que responda à casa

que se multiplica

extradita dilata

[ eu quero e porém não sei ainda




que responda

ao sagrado horror da casa

que se espalha do rosto

fogo imóvel no estendal

do rosto à orelha fechada


nariz algemado a
peixe de barro


] que se move a pulso

incandescendo bocas cor de incenso

[ da mão ao osso do osso ao mais-por-dentro

e de novo trama casa escama instala




cava curva-veia cava









25 comentários:

via disse...

há muito tempo que não te ouvia por aqui, falas da casa, castelo, abrigo ou prisão? bjo

Rayuela disse...

la casa
late
como
tus *rosas*
y amarillos
alegre
y horrorosa
de incienso
y de barro


te extrañaba,Pi*
mil besos!*

mdsol disse...

l
i
n
d
a

~
pi

gosto sempre muito de aqui vir
beijo
:))

heretico disse...

uma casa portuguesa. com.

certeza!

bravíssima Pi.

beijo

ENTREDENTES disse...

Escorrendo e fumegando o tempo
entre terra e lava,
curva a
casa.

ENTREDENTES disse...

Subtraída aos limites
que arrasa,
curva a
casa.

pi&phi disse...

Nao percebo, mais tanto me tem, tou em casa.

Chousa da Alcandra disse...

Fermosa e cromática composición e moi sutil imaxe para acompañala. É vostede unha artista, 3,1416

Beijos dende a Chousa

maria m. disse...

um interessante jogo de palavras, semântico e fonético. uma casa que se vai transfigurando pela tua arte de dizer.

bjos.

Justine disse...

Retorno ao casulo das tuas palavras e hoje encontro-lhes o calor, o conforto, o refúgio que uma casa-veia-cava deve ter/ser...mas com originalidade e ousadia. E sinto-me bem, hoje, especialmente.

mixtu disse...

a casa...
veia cava
a fonte ao pé
pinheiro que lhe faz sombra

a casa
granito
forno de cozer broa

a casa...

fogo imóvel no estendal

mixtu disse...

a casa do abrazo serrano...

mixtu disse...

em novembro... um bolo, dois bolos...

:)´

abrazo serrano y europeo

legivel disse...

na casa

vive um pássaro de asas cortadas

sabe todas as frases que a casa prefere que lhe respondam às questões que vai colocando

aqui

e ali

(que é como quem diz: na sala de estar ou na cozinha.
ah! a casa não faz perguntas sobre o quarto das visitas porque sabe do constrangimento das pessoas sobre o privado)

pode dizer-se que o pássaro é uma espécie de Hopkins-mordomo in The Remains of the Day mas muito menos comedido na conversa e de bico bem afiado

quem não quer conversas com o pássaro sei eu bem quem é mas tu é que sabes da tua vida...

assim como quem não quer a coisa saio de casa
antes que ela me file e me inquira
«ó coiso! que cena é essa de entrares aqui e saires sem mais nem menos?»

Beijos e sorrisos.

Duarte disse...

Que bonito!!!

Gosto imenso deste modo teu de brincar com as cores, vejo os tons mas não as conheço, já não me entristece...

Sentimentos que desfilam com arte na escritura de quem grita por dentro. És imensa!

Beijinhos

Arabica disse...

Os pássaros
voam rente
às casas.
às vezes ouvem o que os tijolos lhes contam em arribas de segredo,
mas nunca nunca entram.

E nunca nunca levam o peso das palavras...voam nelas e transportam os segredos das casas.
Para outras arribas.


:) bem regressada. Um beijo.

Afranio do Amaral disse...

Sao tao estranho, que nem fugindo posso deijar de ficar na tua casa.
E tu es tao estranha, que nem fugindo da tua casa posses evitar que eu vaia a ela.
Ou sera que nao somos tao estranhos e temos uma casa nosa.
Sei la de nos e da casa!
Mas saberei.

Laura disse...

Bem vinda a casa...

quicas disse...

...

horror de "casa" se te
cala

'inda que sagrado

seja curva
seja

mas FALA!

Sinhã disse...

multiplica, apenas. :-)

Suso Lista disse...

Seguimos vivos. Que xa é dabondo. Beijo

triliti star disse...

acaricia-lhe com os lábios a jugular

sobe lentamente e beija-lhe a orelha

se ela te perguntar alguma coisa

então responde

mas ela não o fará

as suas janelas olhos tudo vêem

nada precisa de perguntar







não quer respostas.

f@ disse...

Olá Pi,
Amontoei as pedras das janelas no jardim
acrescentei água e s a l iva
pequenos estilhaços de espelho quebrado no silêncio do sol…
e agora tb não sei que fazer á flor que espanta os arbustos e ©anta como pássaro as pa l a v r a s da terra
Cheira a café acabado e fazer
a chá de ®osas…
...
SEMPRE O B E L O AQUI
OBRIDAGA
Adorei
!NFINITO
beijinho

disse...

Olá Pi,
...
Casa sem telhado e com janelas abertas...

...nasce o sol lá dentro...
c
a
i
uma estrela...
brilho e aromas á solta

Mto belo

!nfinito beijinho

Rui disse...

até ao tutano

Loading...